O que são Soft skills?

Nos últimos anos, o termo soft skills tem ganhado evidência. Isso porque os empregadores passaram a valorizar mais as competências socioemocionais, que é, em tradução livre, o significado da palavra em inglês. 

Esse interesse se deve à dinâmica do mercado moderno, que é cada vez mais competitivo, e exige muito mais dos profissionais do que apenas o domínio das técnicas de trabalho.

Por isso, a busca por desenvolver as habilidades tem sido grande, principalmente nas empresas. 

Mas, o que exatamente são as soft skills? Por se tratar de um conceito relativamente recente, muita gente tem dúvidas na hora de colocá-lo em prática. Pensando nisso, listamos tudo que você precisa saber sobre o assunto!

O que são soft skills?

As soft skills são as habilidades comportamentais ou sociais de um profissional. Por estarem relacionadas à personalidade do indivíduo, são muito mais difíceis de treinar que as competências técnicas (hard skills).

Para o colaborador de uma empresa, elas são muito importantes. Afinal, são elas que definem como a pessoa vai se relacionar com seus colegas e lidar com situações de pressão ou conflito. 

Alguns exemplos das que estão em alta no mercado são:

  • Colaboração: saber trabalhar bem em grupo;
  • Flexibilidade: saber se adaptar às mudanças;
  • Comunicação eficaz: ouvir atentamente e se comunicar de maneira clara;
  • Orientação para resultados: atingir o resultado final da maneira mais eficaz possível;
  • Liderança de equipe: saber como motivar e engajar grupos.

Qual é a importância das soft skills na gestão da empresa?

Elas não dependem de diplomas e certificados.

Ainda assim, as soft skills são muito procuradas, desejadas e cada vez mais valorizadas por profissionais de recursos humanos.

Isso acontece porque, em ambientes nos quais os funcionários têm as características comportamentais alinhadas com os objetivos da empresa, não só podem entregar desempenhos melhores como tendem a permanecer mais tempo nela.

Assim, o engajamento ocorre de forma mais natural, eles concordam com os valores do negócio e se dedicam no dia a dia para que ele alcance seus resultados.

5 dicas para desenvolver soft skills na sua empresa

Se você observou a lista e sentiu que precisa aprimorar determinado comportamento para crescer na carreira, saiba que esse é um movimento que depende só de você;

Como são características comportamentais, desenvolver soft skills fica muito a cargo do indivíduo.

É preciso estar atento às próprias características, dedicado ao autoconhecimento, à melhoria contínua e à reflexão sobre as suas próprias atitudes.

Já na empresa, elas servem para treinar ações práticas, como habilidade de dialogar, trabalho em equipe, gerenciamento de tempo e tomadas de decisões.

1. Conte com cenários de e-learning

Primeiramente, o que é e-learning?

E-learning é uma modalidade de ensino a distância que utiliza recursos tecnológicos para transmitir conteúdos e estimular a autoaprendizagem.

Sabemos que o EAD (Ensino a Distância) se desenvolveu graças à evolução da internet e em 2020 ganhou mais adeptos por conta da pandemia do Covid-19. 

O e-learning possibilita a realização dos treinamentos mesmo em casos de rotinas corridas ou de orçamento limitado. E isso, a médio prazo, traz retornos significativos.

E ainda, é uma ferramenta importante porque desempenha função dupla nas corporações: além de desenvolver o time, também é um excelente termômetro para acompanhamento de cada etapa da carreira profissional de um colaborador.

Como exemplo de soft skills, um cenário pode ser criado com situações e personagens virtuais, onde o aprendiz deverá tomar decisões baseadas em um trabalho coletivo para desenvolver a habilidade de cooperação. 

Assim, ele vivenciará as consequências de seus atos do mundo real traduzidos, sem riscos reais, no mundo virtual.

Essa estratégia contribui para a mudança comportamental dos colaboradores da empresa.

2. Defina metas e meça desempenhos

Medir o desenvolvimento das soft-skills não é tão difícil quanto se imagina. Basta traduzir os resultados em pontuações (dados numéricos). Sendo assim, é possível definir metas de desempenho com base no comportamento.

Por exemplo: considere um treinamento online para o desenvolvimento da habilidade de atendimento ao cliente (comunicação e resolução de problemas). A mensuração pode ser feita com base na satisfação do cliente.

Digamos que o cliente deu nota 5 de 10. Você pode definir uma meta de 1 ponto de desenvolvimento por mês, por semana ou por etapa do treinamento.

Traduzir o desenvolvimento das soft-skills em números tornará mais fácil o acompanhamento do progresso da aprendizagem.

3. Trabalhe um tipo de soft skills por vez

Muita gente acredita que trabalhar o desenvolvimento de diversas habilidades no mesmo ambiente pode acelerar o processo de aprendizagem.

Porém, o resultado muitas vezes não é satisfatório. O aluno pode se confundir e esquecer o que realmente importa aprender no processo. 

Com apenas cinco ou dez minutos por dia é possível treinar e desenvolver bem cada habilidade soft-skill.

Esse processo aumentará a capacidade de compreensão e retenção das informações, resultando em um aprendizado mais eficaz para os alunos.

4. Alie o mundo real com o virtual

Os alunos somente darão ênfase ao desenvolvimento de habilidades soft-skills se encontrarem algum sentido nelas. Ou seja, precisam saber como essas habilidades poderão beneficiá-los no mundo real.

Sendo assim, é preciso estar apto a criar os cenários e as condições mais próximas possíveis da realidade dos colaboradores, para que eles sintam as reais necessidades do cargo e experimentem comportamentos que podem ser adotados para melhorar os resultados.

5. Dê autonomia aos colaboradores

Quando um funcionário começar a sugerir novas ideias e ser mais participativo nos projetos da equipe, estimule essa atitude. É isso que faz um profissional crescer e se tornar capaz de alçar voos maiores na carreira. 

Mostrar apoio nesses momentos cria uma relação de confiança entre líderes e colaboradores. Assim, eles se sentem motivados e melhoram suas soft skills de independência e liderança.

Essas foram as nossas dicas sobre como desenvolver soft skills na equipe! Agora que você já está por dentro do assunto, é hora de colocar o que aprendeu em prática.  Assim, será possível tomar as atitudes certas para montar um time mais capacitado.

+ posts

Pai, filho, educador e apaixonado por inovação!
Graduado em Gestão de Tecnologia da Informação com MBA em Liderança e Gestão Empresarial. Já são mais de 20 anos com atuação em empresas ligadas ao Agronegócio nas áreas de gestão, consultoria e educação corporativa.

Matérias relacionadas