Como criar um centro de treinamento na sua empresa?

Treinamento e desenvolvimento são duas coisas importantíssimas dentro das empresas. Já imaginou unir esses dois em um só? Então você precisa conhecer o centro de treinamento específico para uma empresa.

Uma grande preocupação do RH é a de  garantir o desenvolvimento dos colaboradores. E nesse contexto, é preciso que todos estejam capacitados para o trabalho.

Por isso, hoje vamos apresentar a você o centro de treinamento que favorece as necessidades da empresa, inclusive o desenvolvimento dos colaboradores. Continue lendo o artigo e saiba mais! 

Como funciona um centro de treinamento para a empresa?

Os centros de treinamento profissional oferecem cursos de treinamento para empresas, voltados sempre ao desenvolvimento.

Quanto mais um profissional estiver capacitado para realizar suas atividades cotidianas, melhor serão os resultados que esse colaborador trará.

Em um treinamento é possível desenvolver a produtividade, qualificar, promover, além de atualizar seus conceitos!

3 tipos de treinamentos corporativos 

Os centros de treinamento é uma das formas mais objetivas de ensino. E assim, pode ser desenvolvidos de 3 maneiras diferentes:

Treinamento presencial

No treinamento presencial existe uma pessoa na qual garante o ensino através de salas, escolas de formação ou lugares próprios. 

O diferencial do treinamento presencial é a instantaneidade e o retorno imediato. 

Durante este treinamento também é possível aprofundar o assunto e criar uma relação entre professor e aluno.

Treinamento a distância

Neste modelo não existe uma pessoa física e ocorre à distância. 

De acordo com um levantamento do Google, a procura por cursos de especialização a distância teve um crescimento de 130% desde o início do período do isolamento social em 2020.

O interesse pelo aprendizado online refletiu em números: segundo o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), 466 mil novos certificados foram emitidos no Brasil em setembro de 2020, o que representa um aumento de 83% na comparação com 2019. 

Com custo menor, fatores como localização, transporte, ou condições, não influenciam no aprendizado. E para este método é fundamental que o estudante apresente material (computador) e uma internet de qualidade.

Treinamento no serviço

O treinamento no serviço acontece no ambiente de trabalho e atua com habilidades específicas. Como ocorrem próximo às atividades diárias, permite que o funcionário fique motivado. 

A principal vantagem é que o colaborador vai lidar com desafios cotidianos e isto vai ser trabalhado na prática.

Agora que você sabe como funciona o centro de treinamento em uma empresa, vamos entender os pontos cruciais ao montar um?

Como montar o próprio centro de treinamentos na empresa? 

Todo projeto precisa de um planejamento, portanto, antes de querer implementar o centro de treinamento profissional, comece planejando.

Neste momento, não deixe de analisar as necessidades da empresa. Ou seja, com o levantamento é possível ver o que a empresa necessita. Faça relatórios e não deixe de verificar a situação financeira da mesma.

Separamos, então, algumas dicas para tirar seu projeto do papel: 

Atente-se a parte logística

No momento de criar seu planejamento a parte logística também tem que estar inclusa. Para que o centro de treinamento funcione de forma adequada é necessário ter toda a infra estrutura e equipamentos.

Como você já deve ter em mente qual o tipo de treinamento irá realizar -se presencial, à distância ou no serviço- e partir dessa escolha, os próximos passos são tomados. 

Por exemplo, se a empresa não possui locais adequados para a realização de treinamentos é possível fazer a locação de salas, hotel ou coworkings. 

Conheça o “público” que receberá os treinamentos

Agora você precisa definir de forma mais específica quem é a pessoa ou grupo que vai receber o treinamento.

São líderes? Figuras estratégicas da empresa? Diretores? E mais, quem são essas pessoas? Quais seus interesses e as atividades que eles realizam na empresa?

Isso vai ajudar a definir outros pontos importantes como os temas de cada aula ou módulo, a abordagem durante os treinamentos, a linguagem que será utilizada e, isso tudo vai deixar seus treinamentos muito mais efetivos e direcionados.

Estabeleça objetivos específicos

Agora que você sabe quem irá receber o treinamento e quais as maiores necessidades desse grupo, é o momento de estabelecer alguns objetivos que deseja alcançar.

Lembre-se: eles devem ser bem específicos, para que você consiga mensurar os resultados do treinamento ao final.

Por exemplo, se um dos seus objetivos é diminuir o retrabalho de colaboradores de uma determinada área e em uma determinada tarefa, elabore o ponto de forma clara e específica, mais ou menos assim:

Em 3 meses, diminuir o retrabalho da equipe X na tarefa Y em 50%.

Quando for estabelecer os objetivos de seu treinamento, lembre-se de pensar de forma racional, colocando metas que seus colaboradores possam realmente alcançar.

Defina os temas de cada treinamento e os assuntos de cada aula

Com os objetivos bem definidos e sabendo exatamente o que se deseja com o treinamento, você já pode começar a definir os temas e assuntos que serão abordados durante sua realização.

Por exemplo, se você estabelecer um objetivo como o de diminuir o retrabalho, que colocamos acima, seu tema pode ser “Como realizar a tarefa Y de forma mais precisa e eficiente”.

Monte um plano de aula completo e organizado

Com todas as informações anteriores em mãos, nesse momento, você deve fazer uma espécie de cronograma bem organizado das suas aulas e dos seus treinamentos, a que chamamos plano de aula.

O plano de treinamento é um modo de facilitar, portanto, crie uma lista com as necessidades, como:

  • Quantidade de treinamento;
  • Funcionários que vão receber a capacitação;
  • Tempo;
  • Quais os treinamentos;
  • Principais conteúdos;
  • Custo e investimento.

Mensure o tempo e os custos de realização do treinamento 

Por fim, é preciso estar ciente do tempo que o treinamento vai tomar de você e de seus colaboradores e também dos custos que vai ter com a realização dessa atividade.

Ao final, como implementar um treinamento? 

Atualmente, o mercado oferece um grande número de metodologias para realizar a capacitação. O  ideal é que os profissionais de RH conheçam as principais para efetuar uma escolha adequada às necessidades internas. Os principais tipos de treinamento são os seguintes:

  • Palestras: um especialista é convidado para abordar um tema de interesse da organização;
  • Dinâmicas: jogos e situações são criadas para que os profissionais aprendam enquanto agem e tomam decisões;
  • Cursos presenciais: as pessoas sob treinamento se dirigem a uma instituição de ensino, onde participam de aulas e atividades;
  • Cursos EAD: o conteúdo (apostilas, videoaulas, aulas ao vivo)  é transmitido em plataformas digitais pela internet;
  • Cursos in company: a fornecedora do conteúdo se dirige à empresa e efetua o treinamento no estabelecimento.

Organize um local, os equipamentos e faça a divulgação para os colaboradores e acompanhe todo treinamento. Ao final é o momento de fazer a avaliação dos resultados. Com estas dicas vai ser fácil criar o seu centro de treinamento e levar mais conhecimento para seus colaboradores! 

+ posts

Pai, filho, educador e apaixonado por inovação!
Graduado em Gestão de Tecnologia da Informação com MBA em Liderança e Gestão Empresarial. Já são mais de 20 anos com atuação em empresas ligadas ao Agronegócio nas áreas de gestão, consultoria e educação corporativa.

Matérias relacionadas